[Review] Notebook Alienware M11x, da Dell, traz estilo e desempenho para gamers

Notebooks para jogos geralmente são grandes e pesados, pois precisam de processadores mais velozes e, em consequência, precisam de um sistema de refrigeração mais elaborado também. Mas isso é coisa do passado, e para provar que tamanho não é documento testamos o notebook Alienware M11x, comercializado no Brasil pela Dell.

O portátil tem tela de 11,6 polegadas (1366 por 768 pontos), largura de 28,5 centímetros, profundidade de 21,5 cm e espessura de 3,1 cm (quando fechado). O peso é de dois quilos.

alien_m11x_perf-350.jpg
Alienware M11x: pequeno, mas a configuração é de respeito

Apesar de pequeno, a configuração é de respeito. Utiliza um processador Intel Core 2 Duo de baixa voltagem, modelo SU7300, de 1,3 GHz. Mas a frequência pode chegar a 1,6 GHz automaticamente caso necessário, pois esse processador utiliza uma tecnologia chamada Enhanced SpeedStep, da Intel. Além disso, a tela de configuração da BIOS traz a opção de um pequeno overclock de fábrica, que faz o processador trabalhar a 1,73 GHz.

A memória é de 4 GB, padrão DDR3 1066 e o disco rígido tem capacidade de 500 GB. Vem com interface wireless Wi-Fi 802.11b/g/n e rede cabeada Gigabit Ethernet. Também há três portas USB 2.0, uma Firewire 1394a, uma saída VGA, uma HDMI, uma Display Port, conector para rede cabeada e slot para cartões de memória flash nos formatos MMC, SD e MS. A popular webcam de 1,3 megapixels também vem instalada no M11x.

alien_m11x_tampa-350.jpg
Detalhe da Tampa do M11x

Além da entrada para microfone, o micro ainda conta com duas saídas de som. Qualquer uma delas pode ser usada para fone de ouvido e também podem ser usadas em conjunto para conectar caixas de som.

Mouse de alta precisão
A Dell fez um serviço completo para quem curte games de computador. Como jogar um FPS pelo trackpad do notebook? Realmente não é nada adequado. Por isso, um mouse acompanha o notebook M11x, mas não é um mouse qualquer.

Chamado de Tactx Mouse, ele possui resolução de 5 mil dpi (pontos por polegada, na sigla em inglês), que pode ser customizada pelo botão que está na parte de cima do mouse. Para ter uma referência, um mouse comum tem resolução de 800 dpi.

Além da resolução que pode ser alterada com um simples toque no botão, é possível configurar diversos perfis. O mouse vem de fábrica com perfis de uso geral, gaming e produtividade. Mas é possível inserir mais dois perfis, o que é interessante para calibrar o mouse para cada tipo de jogo.

Embaixo do mouse há dois botões. Um deles alterna entre os perfis e o outro destrava a “rodinha” do mouse deixando ela girar livremente. Isso é bom para trocar rapidamente os itens que um personagem carrega em um jogo, por exemplo. Nos testes, a precisão do movimento com a roda destravada é surpreendente. O design do Tactx encaixa muito bem na palma da mão e o peso do mouse também oferece total conforto durante o uso.

mouse_tactx.jpg
Mouse Tactx: botões para customizar a sensibilidade e perfis de uso

Eficiência nos gráficos
Um dos destaques vai para a parte gráfica, pois o M11x vem com dois chips gráficos, o MD 4500, da Intel, que está embutido no próprio chipset da máquina, que é o GS45. O outro chip gráfico é o GeForce 335M, da nVidia, com 1 GB de memória dedicada.

Eles não atuam em conjunto. Quando se deseja mais desempenho, no caso de jogos, usamos o GeForce 335M. Para tarefas rotineiras, usa-se o MD 4500.

alien_m11x_conectores.jpg
Conectores do M11x. Destaque para duas saídas de áudio

Esse chaveamento entre os chips não é automático, mas sim, feito pressionando uma tecla chamada Binary GFX. Basta pressionar e o chaveamento é feito. Esse recurso é interessante para economizar energia: é possível usar o chipset Intel, que consome menos para navegar na web e trabalhar, e mudar para o NVIDIA só na hora de jogar.

Design diferenciado
Apesar de pequeno, vimos que o M11x é um tanto pesado para seu tamanho. Mas a parte positiva é que o gabinete usa um plástico mais resistente do que o comum encontrado em vários notebooks.

Para entrar no clima de diversão que os games oferecem, o M11x tem LEDs na parte frontal esquerda e direita, em volta do botão de liga/desliga, na parte central traseira da tampa. O logotipo Alienware, que fica abaixo da tela, e o teclado também são iluminados.
É possível customizar as cores das luzes com o software AlienFX como mostra a tela abaixo. Não é apenas diversão: as cores também podem indicar o nível da bateria.

tela_alienfx_m11x.jpg
Software AlienFX permite alterar as cores do logotipo,
dos leds frontais e iluminação do teclado

Chama a atenção também o fato da bateria não ser removível. Apesar de não ser nada difícil ter acesso a ela (basta desparafusar a tampa embaixo do notebook), ela não segue um padrão de mercado e, caso aconteça alguma pane com ela, pode ser difícil encontrar esse modelo no mercado brasileiro.

Testes
Começamos por testes práticos, com jogos. Instalamos o Tom Clancy’s H.A.W.X, que obteve 72 fps (frames por segundo) com toda a sua configuração gráfica no máximo, inclusive o filtro AntiAliasing (AA) em 8x. Esse filtro é um dos principais responsáveis por exigir mais do hardware dos PCs.

Dead Space foi outro jogo que se saiu bem. Com toda a configuração no máximo, ele atingiu 43 fps, obtendo ótima jogabilidade.

Com jogos mais elaborados como Dirt 2, tivemos que tirar o filtro AA e deixar a todo o resto da configuração gráfica em  High (nesse jogo ainda existe a opção Ultra High). Dessa forma o jogo atingiu 30 fps e pudemos jogar sem problemas.

alien_m11x_teclado-350.jpg

Detalhe do teclado retro-iluminado

Em FarCry 2 também foi preciso tirar o filtro AA e manter a configuração gráfica no nível médio para atingirmos 35 fps e conseguir assim boa jogabilidade.

Bioshock 2 atingiu 31 fps quando tiramos os efeitos de fumaça e sombras. Assassin’s Creed 2 obteve 36 fps configurando os gráficos para o nível médio.

Por fim, testamos Crysis, um jogo ainda faminto por harware. Obtivemos boa jogabilidade com a configuração dos gráficos no modo médio e sem filtro AA. Dessa forma o jogo chegou a 35 fps.

Vídeo em alta definição
Foi possível executar tranquilamente um vídeo em Full HD (1080 linhas) mesmo quando conectamos um monitor externo com essa resolução. Também convertemos  um vídeo com o software Handbrake, para verificar o desempenho do processador.

O vídeo utilizado foi o curta de animação Big Buck Bunny, com 720 linhas e 10 minutos de duração, que utilizamos em todos os nossos testes de computadores. O M11x levou cinco minutos e 55 segundos para converter o vídeo para um formato compatível com o iPhone. Não foi um grande desempenho mas está dentro do esperado, já que o processador possui baixa frequência de operação. Isso demonstra que o M11x tira melhor proveito mesmo dos gráficos, no caso, jogos.

Como o M11x também usa o chip gráfico da nVidia, aproveitamos para rodar o software Badaboom, para conversão de vídeos também. Esse programa utiliza os núcleos da GPU em vez da CPU, tornando a tarefa de conversão de vídeo mais rápida. Ele só funciona com chips gráficos da nVidia. Utilizando o mesmo vídeo do teste anterior, o processo levou um minuto e 49 segundos. Foram quase quatro minutos a menos.

E repare que o vídeo de teste tem apenas dez minutos de duração. Imagine, então, o tempo que se ganharia em converter um filme de duas horas de duração usando esse software.

Benchmarks sintéticos
Executamos softwares para medir desempenho que são direcionados para os gráficos, já que o foco do M11x são os jogos. Também por isso motivo, durante estes testes deixamos a GeForce 335M habilitada.

3Dmark Vantage: 2689 pontos
3Dmark 06: 5688 pontos
Cinebench 11.5: 16 fps
Furmark 1.8.2: 1701 pontos

alien_m11x_embaixo.jpg
Parte de baixo do M11x. Ao pressionar um pequeno botão,
leds indicam nível de energia da bateria, sem a necessidade de ligar o notebook

Duração da bateria
O M11x surpreendeu nos testes de duração de bateria, onde usamos o software Battery Eater. Primeiro chaveamos o portátil para usar o chip gráfico MD 4500, da Intel. Em uso leve o M11x segurou a carga por seis horas e dois minutos. Já sob uso intenso, com renderização de gráficos em 3D, esse tempo caiu para três horas e 32 minutos.

Em seguida ativamos o chip gráfico GeForce M335. Nessa configuração a bateria levou três horas e 12 minutos para descarregar sob uso leve. Já sob uso intenso a autonomia foi de duas horas e 55 minutos.

alien_m11x_intern0.jpg
Detalhe interno: acesso fácil à memória, HD e bateria

Conclusão
O Alienware M11x surpreendeu pelo desempenho nos jogos, inclusive em jogos atuais. A duração da bateria também é um ponto forte, mesmo quando exigimos mais dele.

Infelizmente ele não usa a tecnologia Optimus, da nVidia. Com ela não seria necessário chavear as GPUs, pois o processo seria automático. Tentamos instalar o driver Optimus, mas não funcionou.

Apesar disso, o M11x tem uma configuração interessante para um portátil de suas dimensões. Apesar da baixa frequência do processador, ele possui dois núcleos, o que garante aplicações em multitarefa.

Porém, durante os testes do M11x, verificamos que a Dell lançou, nos EUA, uma nova versão desse portátil, com processador Core i5 ou Core i7 e agora utilizando a tecnologia Optimus, mas com o mesmo chip gráfico.

Para o Brasil, a empresa ainda não tem uma data para lançar a nova versão. A configuração enviada para nossos testes tem o preço de 4.108 reais. É esperado que a nova configuração com tecnologia renovada irá custar mais que isso.

Como o chip gráfico será o mesmo, o desempenho dos jogos não deve aumentar substancialmente. Portanto, se você procura um notebook onde possa jogar, além de trabalhar com outros softwares, essa versão disponível no Brasil ainda é uma boa escolha.

Fonte: http://pcworld.uol.com.br/reviews/2010/06/11/notebook-alienware-m11x-da-dell-traz-estilo-e-desempenho-para-gamers/

About João Fracassi

Técnico em Informática e Redes com amplos conhecimentos em Ubuntu e bastante experiencia em Suporte a Desktops,Laptops,Servers e também c
This entry was posted in Hardware, Windows. Bookmark the permalink.

2 Responses to [Review] Notebook Alienware M11x, da Dell, traz estilo e desempenho para gamers

  1. hugo says:

    bom meu alienware e esse ai so q com i7 turbo e placa de video bem melhor xD

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s